• Hub Education

A próxima década será da inovação nos profissionais

Atualizado: Mar 31

Essa foi a década da inovação nas empresas, a próxima década será da inovação nos profissionais.


Texto por: Leandro Diniz - CEO Hub Education


Estamos chegando ao fim de uma década, que arrisco dizer que talvez tenha sido uma das mais incríveis na história da humanidade. Foi nesta década que começamos a utilizar o Whatsapp para trocar mensagens, começamos a escutar músicas no Spotify, assistir filmes e séries na Netflix. Além disso, nos locomovemos através de aplicativos de carros, bikes e até patinetes. Além dos smartphones, usamos também smartwatches e smart tvs, alugamos casas e apartamentos no Airbnb entre tantos outros exemplos de inovação que eu poderia citar.


Todas essas inovações e tantas outras que consumimos diariamente, nasceram basicamente dentro de empresas que entenderam a necessidade de se reinventar e principalmente dentro de startups que começaram em uma garagem e hoje valem milhões ou até bilhões.


A medida que novas startups vinham surgindo no mercado com soluções inovadoras e

disruptivas, mais as empresas entendiam a necessidade de inovar. Por isso acompanhamos nos últimos anos um processo muito importante de aproximação entre empresas consolidadas no mercado com startups que nasceram com um novo mindset, muito mais ajustado ao mundo digital e as novas possibilidades que a tecnologia proporciona.


Essa aproximação aconteceu principalmente pela necessidade que as empresas já

consolidadas tinham de aprender novas formas de trabalhar, para buscar a inovação e se manterem relevantes no mercado.


Recentemente eu conversei com um executivo do alto escalão de uma marca global, líder em seu segmento e ele me contava o plano da empresa para os próximos anos, todas as oportunidades que existiam, todas as inovações em que a empresa estava trabalhando, um trabalho realmente incrível. Eu de maneira despretensiosa fiz uma pergunta: parabéns por todo este trabalho, imagino que vai exigir muito de você nos próximos anos. Você já sabe quais são as competências que você precisa desenvolver nos próximos anos para acompanhar essa evolução da empresa?


Ele olhou para mim e depois de mais ou menos uns 10 segundos, respondeu: cara, eu não sei te responder isso agora.


Eu tranquilizei ele e falei que a esmagadora maioria dos profissionais não tem essa resposta na ponta da língua.


Faça um teste, você saberia listar as 10 principais habilidades que você precisa aprender para estar preparado para a próxima década?


O fato é que nos envolvemos muito no processo de inovação nas nossas organizações e muitas vezes deixamos em segundo plano o nosso desenvolvimento profissional, investindo pouco no desenvolvimento de novas habilidades e competências.


As empresas estão cada vez mais maduras em relação a inovação e os desafios estão cada vez maiores, o que exige profissionais extremamente preparados e com as competências certas para atuar nas empresas do futuro.


E assim como aconteceu com muitas empresas que saíram do mercado, porque não

entenderam esse processo de inovação em que estavam inseridas e viram startups ocuparem seu espaço, o mesmo pode acontecer com profissionais que não entenderem que precisam passar por um processo de reinvenção.


É muito importante que você tome cuidado para não se tornar um profissional Kodak. A Kodak é um case emblemático de insucesso porque criou a máquina digital e não soube utilizar a tecnologia ao seu favor para reinventar a empresa.


“Tome cuidado para não se tonar um profissional Kodak”

Muitos profissionais precisam estar atentos para não cometerem o mesmo erro, afinal de

contas já existem no mercado novos profissionais com novas habilidades e alternativas de qualificação e desenvolvimento de competências essenciais para o futuro do trabalho. Mas muitas vezes nós agimos achando que isso (perder relevância no mercado de trabalho) não vai acontecer conosco, assim como muitas empresas que acharam que a inovação não ia atingir os seus negócios e desapareceram do dia para a noite.


Pensando nisso tenho me dedicado dia e noite e reunido gente muito boa em torno de um movimento para sensibilizar o maior número possível de profissionais sobre a necessidade de desenvolverem um processo de aprendizagem contínua. Criamos até o FTI Summit, um evento para falar sobre futuro, tendências e inovação com foco nos profissionais e que terá como tema neste ano de 2019 “O profissional da década 20-30”, deixo o link para quiser conhecer:

www.ftisummit.com.br


Se você é líder, gestor, empresário crie essa reflexão nos seus profissionais, antes de manda-los embora daqui a alguns anos ou meses, porque não conseguem mais acompanhar a evolução da sua empresa e do mercado.


Se você é um profissional, pense sobre os próximos passos da sua carreira, veja o que

aconteceu com tantas empresas que perderam relevância no mercado porque acreditaram que os ativos que detinham eram suficientes para se manterem no mercado. Crie a sua próxima versão profissional antes que outro profissional te substitua.


É engraçado, mas alguns anos atrás eu me reunia com executivos e empresários e falava que eles tinham que inovar em seus negócios, antes que outras empresas ocupassem aquele espaço. Agora me vejo conversando novamente com executivos e empresários para que eles busquem o seu próprio processo de inovação e reinvenção profissional.


Essa década, foi a década da inovação nas empresas, a próxima década será da inovação nos profissionais.

© 2023 por Hub Education.

Comunidade de educação continuada.

Siga a gente:

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Instagram Icon