• Hub Education

Participação feminina no mundo dos negócios

Atualizado: Mar 31

A participação feminina vem ganhando força em diversas áreas, as mulheres estão conquistando cargos no mercado de trabalho que antes pareciam quase inimagináveis de serem ocupados. Mesmo assim, o índice de desigualdade entre homens e mulheres ainda continua expressivo e infelizmente a maioria ainda ocupa cargos de baixa hierarquia, o que decorre a muitas discussões da atualidade.


No Brasil apenas uma pequena porcentagem de mulheres alcançam um cargo de liderança após a formação (atualmente 13,6%), onde segundo a consultoria McKinsey a igualdade no ambiente de trabalho brasileiro aumentaria a economia em R$ 2,5 trilhões.


Um exemplo disso é Beatriz Bottesi, ex Diretora de Comunicação e Marketing da Coca-Cola Brasil, onde foi responsável por liderar as ações e comunicações de mais de 12 marcas do portfólio (ela também trabalhou em agências de publicidade como Wunderman, Fischer América, e marcas como Red Bull e Nike). Foi considerada uma das 5 mulheres mais influentes da comunicação. Atualmente é Country Marketing Manager do Instagram. Quando falamos sobre as possíveis dificuldades que as mulheres enfrentam profissionalmente, Beatriz afirma:


Beatriz Bottesi — Country Marketing Manager do Instagram Brasil.
“Algumas delas eu vivi, outras não, mas convivo de outras formas, através de depoimentos de amigas, pessoas da equipe, mulheres de outras áreas e perfis que convivo socialmente e tenho o prazer de trocar muito sobre o tema. Citaria dificuldades como; O estilo de liderança feminino, já que as culturas de muitas organizações estão acostumadas à lideranças e comportamentos masculinizados, a maternidade e/ou demandas da vida familiar que todas nós temos, a própria aparência feminina que resulta em uma série de preconceitos e vieses inconscientes.” Beatriz Bottesi.

Além disso, o tema é importante uma vez que abre espaço para melhor visualização de como a mulher é subestimada pela sociedade, algo enraizado culturalmente há anos, onde só agora há maior abertura para um papel feminino mais ativo, sendo na política, esportes, e até mesmo em movimentos sociais.

“Colocar essa prioridade na cultura da organização. Ser algo que realmente a empresa queira fazer, genuinamente, e não apenas para dizer que está sendo diversa ou apoiando as mulheres. Falar é muito diferente de agir e fazer.” Beatriz Bottesi.

Existem diversos estudos que mostram que as mulheres desempenham melhor as competências de lideranças, pois, suas aptidões englobam determinadas atividades com uma minuciosidade maior que os homens, por exemplo: são mais éticas, possuem melhor autodesenvolvimento e trabalham melhor com motivação de equipes, são mais resilientes, corajosas e detalhistas.


Por isso, o assunto será amplamente explorado no FTI Summit, evento realizado no dia 12 de Setembro, para discutir sobre o perfil dos profissionais das próximas décadas. Beatriz Bottesi estará presente como palestrante para falar sobre o papel da mulher nessa nova era.


Para participar: www.ftisummit.com.br


Texto por: Júlia Brito — Hub Education.

© 2023 por Hub Education.

Comunidade de educação continuada.

Siga a gente:

  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
  • White Instagram Icon